Casa velha popup
DN
ANDAVA ARMADO

Gerente de fazenda resiste a abordagem da PM e acaba morto a tiros no Araguaia

De acordo com a polícia, o sujeito e dois amigos foram flagrados realizando manobras perigosas pela avenida Perimetral Norte.

08/06/2021 16h03
Por: Redação Canarana em Foco
Fonte: O Bom da Notícia
Reprodução
Reprodução

Um homem identificado como Enivon Fernandes Ribeiro, de 36 anos, morreu após ser baleado com dois tiros durante uma abordagem da Polícia Militar na noite de segunda-feira (22), em Vila Rica (1.259 km ao Nordeste de Cuiabá). Outros dois homens foram detidos por desacato e ameaça.

De acordo com a polícia, o sujeito e dois amigos foram flagrados realizando manobras perigosas pela avenida Perimetral Norte. Os militares solicitaram que o trio parasse imediatamente, porém os suspeitos não obedeceram  às ordens da polícia e iniciaram fuga em alta velocidade.

A equipe de PM perseguiu os homens, e mesmo com as ordens continuaram fugindo, chegando próximo de capotar o veículo algumas vezes. Em determinado momento, os fugitivos realizaram uma manobra ariscada, colando o automóvel de frente para o da polícia, entretanto, não conseguiram sair de ré e acabaram recebendo a ordem da polícia para que se encerrasse a fuga.

A polícia pediu que os ocupantes deixassem o veículo e saíssem com as mãos na cabeça. Porém Enivon, ao deixar o automóvel, levou a mão na cintura e foi alvejado pela polícia por dois disparos de advertência que o atingiram no tórax.

Uma ambulância foi acionada e a vítima foi levada para o Pronto-Atendimento.

Enivon Fernandes é gerente de uma fazenda no estado do Pará e por conta da profissão costumava andar em posse de um revólver calibre 32. Ainda segundo relatos, a vítima também fazia uso de remédio controlado.

Os outros dois passageiros também apresentaram resistência durante a abordagem. Um deles chegou a ameaçar os militares dizendo que estava terminando um curso de tiro em Barra do Garças e que a situação ‘teria volta’. Ele recebeu voz de prisão por ameaça.

Já o terceiro disse que os policiais estariam despreparados e seriam, segundo ele, os “cachorros do governo”. Ele também foi encaminhado à delegacia por desacato.

Durante o registro da ocorrência, a PM foi informada que a vítima acabou não resistindo aos ferimentos e foi a óbito.

Dentro do veículo os policiais encontraram bebidas alcoólicas.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.