Casa velha popup
DN
VACINAS CONTRA COVID

Ministro da Saúde confirma envio de 117 mil doses extras para Mato Grosso

Decisão foi comunicada pelo Ministério da Saúde, que vai distribuir 4 milhões de doses entre estados que fazem fronteira com outros países

15/07/2021 15h18
Por: Redação Canarana em Foco
Fonte: RepórterMT
RepórterMT
RepórterMT

O Ministério da Saúde confirmou nessa quarta-feira (14) que Mato Grosso deve receber, até o próximo sábado (17), mais de 117 mil doses extras de vacina contra a covid-19.

A decisão foi tomada após análise no Plano Nacional de Imunização para reforço da campanha de vacinação nos estados que fazem fronteira seca, ou seja, que são divisa com outros países, bem como para a vacinação de pessoas entre 55 e 59 anos. 

Além de Mato Grosso, também são contemplados com doses extras da região de fronteira os estados do Rio Grande do Sul, Paraná e Rondônia. As vacinas a mais saem de um lote de quatro milhões de doses da AstraZeneca/Oxford, que começará a ser distribuído no Brasil nos próximos dias. 

 

Conforme o Ministério da Saúde, a expectativa é que os estados consigam vacinar ao menos 50% dos moradores das fronteiras. Em Mato Grosso, a população considerada "de fronteira", segundo o governo federal, é de 101.899 pessoas.

A remessa de doses em razão da fronteira seca com a Bolívia já era esperada em Mato Grosso há cerca de um mês. A especulação começou após a Prefeitura de Cuiabá afirmar que receberia vacinas extras pela realização da Copa América na Capital. Entretanto, o senador Jayme Campos (DEM) logo rebateu a informação do município, afirmando que o estudo do Ministério da Saúde para reforço da imunização seria devido a região de fronteira. 

No conjunto de doses a serem encaminhadas pelo Ministério da Saúde também está um quantitativo destinado a pessoas com idades entre 55 e 59 anos. Entretanto, em razão do avanço da vacinação, diversos municípios mato-grossenses já completaram a imunização desse público. Com isso, as doses enviadas, sendo pouco mais de 57,6 mil, deverão ser direcionadas a outro público.

Novos prioritários

Conforme o Ministério da Saúde, na próxima remessa de imunizantes os estados também deverão iniciar o plano de imunização de bancários e trabalhadores dos Correios. Os trabalhadores foram incluídos no grupo prioritário no início de julho. Atualmente, o Plano Nacional de Operacionalização tem 28 grupos de prioridade.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.